_DSC9415.jpg (28287 bytes)Ciclo de Documentários

Apresentações 2008

Durante o ano de 2008 foram apresentados diversos documentários sobre arqueologia e património na sala multiusos da sede da ARQA na Damaia. Debruçando-se sobre diversas temáticas, do paleolítico ao período romano, passando pelos vestígios da cultura Celta na Europa, estes documentários proporcionaram uma visão generalista e didáctica sobre os temas abordados, procurando-se que os mesmos fossem adequados e acessíveis ao público presente, normalmente constituído por sócios da Associação. Após a realização das diversas apresentações, seguiu-se um período de debate e troca de opiniões sobre o visionado. Centrados numa análise crítica do documentário exibido, estes debates proporcionaram interessantes momentos de cruzamento de ideias e de conhecimento, proporcionando igualmente aos presentes um agradável convívio.

Dias 9 de Abril, 7 de Junho, 24 de Setembro, 29 de Outubro, 26 de Novembro e 20 de Dezembro.

 

Apresentações 2007

Realizou-se no dia 4 de Abril de 2007 na sede da ARQA - Associação de Arqueologia da Amadora, a primeira apresentação de um ciclo de documentários sobre arqueologia e património. Este primeiro documentário teve por tema “ O Homem do Gelo”, onde se expuseram as mais recentes investigações sobre as causas que levaram à morte do Otzi (nome pelo qual ficou conhecida esta extraordinária múmia humana) há cerca de 5 mil anos atrás. Seguiu-se posteriormente um momento de debate, que permitiu aos participantes lançar questões e trocar opiniões sobre o tema apresentado, e sobretudo sobre o período Calcolítico.

_dsc9417.jpg (30692 bytes)No dia 10 de Outubro visualizou-se o filme intitulado “Reino dos Céus” realizado pelo director Ridley Scott no ano de 2004, e que deu continuidade ao Ciclo de Documentários e Filmes Comentados. A acção do filme decorre durante a Idade Média, acompanhado a vida do protagonista Balian, que após a morte do pai, herda a sua própria terra e um título em Jerusalém, uma cidade onde Cristãos, Muçulmanos e Judeus se esforçam por coexistir pacificamente, durante o breve interlúdio de tréguas, entre a II e III Cruzada, no ano de 1186. No final da exibição, seguiu-se um curto debate entre os sócios ali presentes sobre os temas e conteúdos históricos recriados no filme. Foi importante realçar que o filme representou uma visão particular e actual do realizador, nomeadamente sobre acontecimentos inspirados em factos reais, de forma a veicular uma mensagem ou desejo utópico da convivência pacífica entre os povos e as religiões, abordando temas relativos à natureza da condição humana, a nossa relação com Deus, a intolerância étnica, aliada aos interesses económicos e os fanatismos religiosos que ainda hoje persistem a nível mundial.

Copyright © 2008 ARQA.